Segunda-feira, 1 de Dezembro de 2008

 

 

 

Aqui há uns dias perdi um tempo a filosofar com um amigo sobre o pecado. Para o que lhes havia de dar, pensam vocês...

 

Mas afinal, o que é o pecado? Diz-se que é uma desobediência a Deus. Logo, só existe pecado para quem acredita em Deus. Portanto, quem não acredita em Deus pode fazer tudo à vontade sem ter peso na consciência. Mas quem acredita em Deus, por agradável que seja o pecado, carregará sempre com o fardo do arrependimento (ou então não).

 

Segundo a religião, há pecados e pecados...e os mais graves são os chamados pecados capitais: avareza, gula, inveja, ira, luxúria, preguiça e soberba.

 

Avareza

 

É o apego excessivo aos bens materiais.

 

Na sociedade actual é impossível não cometer este pecado, é quase um meio de sobrevivência. Quem não é avarento não se safa.

 

Gula

 

É a busca constante e incontrolável por comida e bebida, mas há quem também considere a gula por comprar, usar e possuir algo.

 

Não me digam que apetecer-me descontroladamente um pacote XL de m&m's à meia-noite é pecado? Não posso crer, mas como é que algo tão saboroso pode ser pecado...mas como? É que nem estou a prejudicar ninguém. Este pecado não me pesa na consciência, mas na balança... pois, é o castigo eu sei. Mas este pecado revolta-me.

 

Inveja

 

É o desejo exagerado por posses, status, habilidades, talentos e tudo que outra pessoa tem e consegue. O invejoso ignora tudo o que é e possui para cobiçar o que é do próximo. 

 

Este sim é um pecado a sério, mas infelizmente estamos rodeados de pessoas invejosas. A inveja leva mesmo a actos que prejudicam fortemente os outros. Há pessoas que fazem tudo para ter o que os outros têm, mesmo que para isso sejo preciso passar por cima de tudo e de todos. O que me lixa é que há tantos invejosos que acabam por sair vitoriosos. Tão se como m&m's sou castigada com mais uns quilos e os invejosos??? Que castigo têm? Infelizmente vejo muitos sairem impunes.

 

Ira

 

É o intenso e descontrolado sentimento de raiva, ódio, rancor que pode ou não gerar sentimento de vingança. É um sentimento mental e emotivo que provoca conflito entre aquele que odeia e aquele que é odiado.

 

Não sei se já senti ódio por alguém nem sei se já fui odiada por alguém, mas sei que já senti algo de muito mau por alguém e que isso muitas vezes me levou a pensar em vingança. Sou má por isso? Ok, posso ser! Mas então como se é bom, quando temos pessoas más que nos querem prejudicar?

 

Luxúria

 

É o apego e o desejo descontrolado por prazeres carnais. É a entrega descontrolada ao sexo em busca do prazer.

 

Oh, eu nem sei o que dizer sobre este pecado sem perder a pose de uma rapariga de respeito. É que sinceramente, este é daqueles pecados tipo a gula. Porque é que uma coisa tão boa é pecado se nem prejudica ninguém? Mas agora que penso bem, este pecado é bem diferente da gula.  Quando cometemos o pecado da gula somos castigados com uns quilos a mais, mas quando cometemos o pecado da luxúria poderemos até ser abençoados com uns quilos a menos (e quantos mais pecares, mais quilos terás hipóteses de perder). Hum, parece-me bem, é que se calhar isto não é bem um pecado. Têm mesmo a certeza que isto é pecado?

 

Preguiça

 

 

 

É a aversão ao trabalho, o desleixo, a lentidão e a recusa em se esforçar.

 

Digam-me só uma coisa: Há alguém que goste de trabalhar e se levantar cedo?

 

Soberba

 

 É o mesmo que arrogância e presunção, falta de humildade.

 

Este mundo está cheio de arrogantes e presunçosos, mas felizmente a maioria das pessoas que me rodeiam não são praticantes deste pecado. Eu penso que também não sou, mas não sei o que está para mim amanhã. Espero que no futuro não me torne uma pessoa presunçosa e arrogante, pois este é um dos poucos pecados que penso não cometer. A não ser que quando digo que sou uma rapariga muito gira e uma das pessoas mais inteligentes que conheço esteja a ser presunçosa. Não estou pois não? Estou a ser realista, certo? Oh, não me digam agora que ser realista também é um pecado capital. Olha agora tudo é pecado querem lá ver.

 

 

Resumindo esta reflexão com pretensões de ser filosófica...

 

Vivemos num Mundo de pecadores, no qual o pecado é que vence. É a selecção natural: os mais pecadores sobrevivem, os menos pecadores extinguem-se. Este sim, é o verdadeiro neo-darwinismo.

 

Mas não se preocupem que dizem que se nos arrependermos dos nossos pecados, somos perdoados. Portanto a solução é: 

  • Comer m&m's e arrepender-me, voltar a comer m&m's e arrepender-me outra vez e assim sucessivamente;
  • Render-me aos pecados da carne e arrepender-me, voltar a descontrolar-me e arrepender-me e assim por diante;
  • Ficar mais uma hora na cama e arrepender-me, entretanto fico mais uma hora, mas volto a arrepender-me,...

E sigam a mesma linha de pensamento com os restantes pecados. Assim, divertem-se com o pecado mas serão sempre perdoados e terão o vosso lugarzinho no céu reservado. 

 

Divirtam-se seus pecadores, mas não se esqueçam, arrependam-se logo a seguir. 


sinto-me uma pecadora arrependida
tags:

palavras de (Des) Encantada com a vida às 15:25 | | deixa a tua palavra

mais sobre mim
Palavras Famosas - Citação do Dia
NÓS SOMOS DO TECIDO QUE SÃO FEITOS OS SONHOS." (William Shakespeare)
Palavras Bíblicas - Versículo do Dia
"O AMOR É SOFREDOR, É BENIGNO; O AMOR NÃO É INVEJOSO; O AMOR NÃO TRATA COM LEVIENDADE, NÃO SE ENSOBERBECE." (1 CORÍNTIOS 13:4)
Dezembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


palavras recentes

A amizade é...

A vida é uma constante ap...

"Estranha" Amizade!!!

A vida é tão efémera...

O que fazer com este boca...

Onde estão os pontos fina...

Preciso de tempo!!!

Natal...

PORQUÊ?

A melhor canção de amor

palavras passadas

Dezembro 2009

Junho 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Links
subscrever feeds